Rio Branco - Acre, 17/07/2019

onde-estamos-trabalhando-limpeza-manutencao-ruasBANNER PORTAL TRANPARENCIA-alterado2782015 

Últimas Notícias

Emurb assina a marca de um novo tempo em Rio Branco

Val Sales
Fotos: Marcos Vicentti

Empresa investe no padrão de qualidade das obras que vêm transformando Rio Branco na capital dos sonhos dos acreanos


A valorização do presente a partir de uma olhada no passado é uma realidade para os acreanos, que estão constantemente fazendo comparações entre o que foi a cidade ontem e o que ela é hoje. A marca dessa valorização está no centro da cidade, nos bairros e em todas as ruas, becos e vielas.

 

 

Para a maioria da população, o município se faz presente, de forma incontestável, por meio da margarida, do gari, do caminhão de coleta de lixo e dos operários que trabalham na abertura e pavimentação das vias. Esse grupo traduz a marca e o padrão da atual administração do município, que adotou como diretriz a gestão participativa.

Nessa modalidade de governo, o morador, por meio das associações e demais movimentos sociais, indica quais são as áreas de intervenção prioritária. No entanto, as mudanças efetivadas na estrutura da cidade recebem a marca da Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb), que cuida do serviço de terraplanagem, construção de drenagens, pavimentação asfáltica e usinagem de asfalto.

O diretor-presidente da empresa, Gildo César, lembra que, por determinação do prefeito Raimundo Angelim, todas as obras do Programa de Gestão Participativa (PGP) previstas no calendário de 2008 e 2009 deverão ser cumpridas na íntegra. Além dos investimentos no equipamento e estrutura técnica, segundo ele, a Emurb, volta sua atenção para o servidor e para garantir que os trabalhadores estejam estimulados a produzir mais e com mais qualidade. “Já temos isso como marca”, assegura.

A Emurb possui atualmente um quadro de 130 funcionários diretos e mais de 300 indiretos. Em cumprimento ao PGP, as equipes operam em quatro regionais simultaneamente. São elas: as regionais 2, 4, 6 e 7. “Temos hoje três equipes de terraplanagem, quatro equipes de asfalto e duas de drenagem. Elas dão condições de a gente operar nessas quatro regionais e até cinco regiões ao mesmo tempo”, afirma Gildo César.

Estrutura própria

Gildo César lembra que, até o ano de 2006, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) e a Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb) operavam com equipamentos alugados, o que representava uma preocupação e gasto a mais aos cofres públicos. A partir dessa época, a prefeitura resolveu investir na compra do aparelhamento próprio e promover maior autonomia para o município.

 



“Por meio de um financiamento via Promobile [linha de crédito disponibilizada pelo Banco do Brasil], a gestão contemplou tanto as necessidades da Emurb quanto da Semsur. O financiamento foi feito para a prefeitura por meio da própria Semsur e garantiu que fosse comprado equipamento que nos desse mais autonomia, inclusive no período invernoso”, acrescenta.

Além do investimento em frota própria, Gildo César lembra que outro passo significativo da Empresa de Urbanismo é a negociação de todo o passivo trabalhista que não foi negociado nem cumprido pelas gestões anteriores. “Estamos trabalhando toda a questão da parte tributária e fiscal da empresa, assim como as negociações dos FGTS, que não estavam sendo regularmente pagos”, enfatiza.

De acordo com ele, o prefeito Raimundo Angelim reuniu todos esses problemas quando a Emurb tinha parte de sua estrutura penhorada e estava em vias de falência, tendo assumido assim o parcelamento de toda a dívida anterior. “Hoje a Emurb cumpre em torno de R$ 2,5 milhões por ano de parcelamento só de dívidas anteriores, dinheiro que poderia estar sendo investido em novas ruas”, observa.

Gildo César ressalta que hoje a contratação de empréstimos é possível, porém, ainda existe um passivo que impede, na totalidade, a questão da liberação de alguns bens, que, mesmo sendo inservíveis, a empresa não poderia levar a leilão. “O recurso poderia servir para a aquisição de equipamentos novos, mas não podemos fazer isso. Sou fiel depositário como presidente da empresa, então temos que aguardar até o pagamento da dívida, que vai levar alguns anos, ou seja, meados de 1014.”

Obras do PGP

O Programa de Gestão Participativa (PGP) ainda trabalha o passivo de obras que existe desde 2006/2007 e foi motivo de discussão entre a prefeitura e a comunidade sendo que o que está previsto para 2008/2009 também vem sendo executado na íntegra.

“Temos outra situação, que são os corredores de ônibus e as linhas estruturantes da cidade. Essas duas áreas garantem a mobilidade da população em massa e exigem prioridade junto com o trabalho nas regionais”, explica Gildo César, referindo-se ao serviço permanente feito para a manutenção do que já foi executado e outras emergências de cunho estrutural.



“Essa linha de atuação em corredor de ônibus e vias estruturantes não faz parte de operação em regional, mas da estrutura geral da cidade”, frisa. O diretor-presidente garante ainda que a empresa, assim como o município, está redefinindo toda a metodologia de trabalho, principalmente no que diz respeito à parte mais interativa com a comunidade.

Outro grande passo da prefeitura, segundo ele, está voltado para a finalização de um projeto, cujo convênio está sendo firmado com o governo do Estado, para a abertura de novas ruas nos bairros de Rio Branco. “O projeto está com toda a parte topográfica feita”, lembra.

Campanha de valorização profissional

“Queremos que nossos trabalhadores se enxerguem como parte da empresa”, declara Gildo César, ao se referir à campanha de valorização profissional que a Emurb vem realizando entre os funcionários. E ele acrescenta: “Verifiquei, quando assumi a empresa, que havia o compromisso por parte deles, mas não o comprometimento”.

 



Para Gildo, essa consciência coletiva vem melhorando a cada dia no quadro. “A idéia é de que, com o comprometimento, as pessoas se sintam parte e tenham consciência da importância do trabalho que estão realizando. Esse é o objetivo da valorização que está sendo implantada”, assegura. O gestor faz questão de enfatizar a importância de cada funcionário como reflexo da empresa entre a população.

“O trabalhador leva a marca da empresa e participa diretamente dessa mudança na estrutura do município. Eles interagem com a comunidade e nos representam, o que faz com que cada um deles seja importante para nós e queremos que eles também se sintam importantes e parte desse processo de reformulação”.

There are three major facts that should be watched out for in all payday loans in the United States. On the global pharmaceutical market this medicine was issued in 2003 by two companies - Eli Lilly and ICOS. Initially, permission to sell Cialis Sale was obtained in Europe, Australia, New Zealand.

COM VOCÊ NO DIA A DIA

com vc dia a dia 15072019

VÍDEOS

MAIS VÍDEOS

PREFEITURA DE RIO BRANCO
Rua Rui Barbosa, 285 – Centro - Rio Branco/AC - CEP: 69.900-901 - Tel.: (68) (68) 3212-7040