Últimas Notícias

Pesquisa traça perfil de usuário do Restaurante Popular

Publicado em Terça, 06 Outubro 2009 15:54

Em um ano já serviu mais de 130 mil refeições

Aquinei Timóteo

Pesquisa da Coordenadoria do Trabalho e Economia Solidária (Comtes) traça o perfil dos freqüentadores do Restaurante Popular. Segundo dados da investigação 40% das pessoas que almoçam no restaurante sofrem de hipertensão, 10% de diabetes, 5% apresentam problemas cardíacos e 10% têm colesterol elevado.

As refeições preparadas diariamente passam pela supervisão de nutricionistas que controlam a porcentagem de cada guarnição para suprir as necessidades do organismo. A proposta é a de uma reeducação alimentar. "Comer muito não é sinônimo de se alimentar bem", declara a coordenadora do Restaurante Popular, Valdete Viana.

Segundo Valdete a maioria dos clientes mora nas redondezas, sozinhos, muitos até em cadeira de rodas, não tendo quem lhes prepare refeições. "São aposentados, que gastam grande parte da pensão com remédios, portanto a comida balanceada servida aqui no restaurante ‘caiu como uma luva' para eles. Fizemos uma pesquisa que mostra inclusive como a saúde deles melhorou depois que começaram a se alimentar com uma refeição balanceada com todos os ingredientes necessários", comenta.

A pesquisa mostra que a maioria dos freqüentadores do restaurante é composta por trabalhadores informais (35%), desempregados (25%), estudantes (5%), aposentados (15%) e trabalhadores formais (20%).

Outro grupo que também freqüenta com assiduidade o Restaurante Popular são os portadores de necessidades especiais - seja física ou visual - além, certamente, de trabalhadores e famílias de baixa renda. "São mães com dois, até três filhos, picolezeiros, engraxates. Enfim, estamos atingindo nosso público-alvo", comemora a coordenadora. "Todo dia, a partir das 11 horas, eles já estão aqui".

O Programa Restaurante Popular está integrado à rede de ações e programas do Fome Zero,  uma política de inclusão social estabelecida em 2003, pela Presidência da República, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social e de Combate à Fome.
Com um ano de funcionamento, o Restaurante Popular já possui clientes cativos. Mais de 60 idosos almoçam diariamente no estabelecimento, que vende refeições completas  ao preço simbólico de R$ 1.

O Restaurante Popular começou a funcionar em fase experimental no dia 19 de maio de 2008. Localizado no bairro Aeroporto Velho, o estabelecimento ocupa uma área de mil metros quadrados e contou com investimentos de mais de R$ 1 milhão, com recursos do Ministério de Desenvolvimento Social e R$ 52 mil de contrapartida da Prefeitura. Com pouco mais de um ano em funcionamento, o restaurante serviu mais de 130 mil refeições. Na Baixada do Sol atende a uma população de 43 mil pessoas, com mais de 500 almoços por dia.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, os restaurantes populares são unidades de alimentação e nutrição com objetivo de preparar refeições saudáveis, oferecidas a preços acessíveis à população. Em Rio Branco, os serviços de cozinha são terceirizados. O horário de atendimento vai das 11h até às 14h. No entanto, esse tempo pode variar devido à oscilação da quantidade de pessoas.

Confira aqui a pesquisa

 

 

cash loans . If you have already decided to take Levitra, be sure to consult a doctor, you don't have any contraindications and act strictly due to a prescription.